Tragédia de Suzano não tem relação com projetos do presidente sobre armas, afirma porta-voz

  • Por Jovem Pan
  • 13/03/2019 21h45
FELIPE RAU/ESTADÃO CONTEÚDOVizinhos da escola, amigos e familiares fizeram homenagens às vítimas

O porta-voz do governo federal, Otávio Santana Rêgo Barros, afirmou nesta quarta-feira (13) que o massacre que vitimou oito pessoas e deixou pelo menos 11 feridos em escola de Suzano (SP) não tem relação direta com os projetos propostos pelo presidente Jair Bolsonaro em programa de gestão, entre eles a flexibilização da posse de armas.

Uma das bandeiras da campanha de Bolsonaro, a discussão sobre o tema se intensificou pelo fato do crime ter sido cometido por atiradores. Questionado sobre eventuais ações do governo para melhorar a segurança nas escolas após a tragédia, o porta-voz disse que o governo ainda não teve tempo para pensar sobre o assunto.

“Naturalmente nós estamos muito tocados pelo evento, naturalmente nós estamos a imaginar onde nós podemos colaborar para que coisas semelhantes a essa jamais retornem a acontecer no nosso país. Mas no momento, o governo não tem como adiantar e sequer teve tempo de pensar sobre eventuais campanhas ou coisas semelhantes”, disse Rêgo Barros.

*Com informações do Estadão Conteúdo