Tragédia em Petrópolis: Chuva causa deslizamento de terra e arrasta veículos; veja imagens

Forte temporal deixou ao menos 66 pessoas mortas, entre elas duas crianças; equipes se mobilizam em busca de sobreviventes

  • Por Jovem Pan
  • 16/02/2022 17h07 - Atualizado em 16/02/2022 17h10
CARL DE SOUZA/AFP/16.02.2022 Bombeiros e civis sobre escombros do deslizamento Cerca de 400 militares da Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro estão atuando na região

As fortes chuvas que atingiram a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, na última terça-feira, 15, deixaram ao menos 66 pessoas mortas, entre elas duas crianças. A prefeitura declarou estado de calamidade pública após a cidade registrar 113 milímetros de precipitação, nível que chegou a 259 milímetros em seis horas, mais do que os 238mm esperados para o mês inteiro de fevereiro. As imagens mostram ruas e praças completamente alagadas, com carros cobertos pelas águas; lojas e supermercados danificados; deslizamentos de terra em regiões de encosta; casas destruídas e pontos de inundações. Carros e telhados foram arrastados pela cidade. Cerca 400 militares da Defesa Civil estão atuando em 44 pontos atingidos pelo temporal. O número de desaparecidos ainda é incerto, segundo informações do governo do Rio de Janeiro. Mais de 180 pessoas que moram em áreas de risco foram acolhidas em estruturas que funcionam em escolas e recebem suporte de profissionais das áreas da Saúde, Educação, Agentes Comunitários, além da Defesa Civil. Elas estão nas localidades do Centro, São Sebastião, Vila Felipe, Alto Independência, Bingen, Dr. Thouzete e Chácara Flora.