TRF-4 mantém condenação de Dirceu após julgar embargos da defesa

  • Por Jovem Pan
  • 28/11/2018 15h12 - Atualizado em 28/11/2018 15h15
EFEJosé Dirceu foi condenado no âmbito da Operação Lava Jato

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) decidiu manter a pena do ex-ministro José Dirceu em 8 anos, 10 meses e 28 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Embargos de declaração feitos pela defesa do petista foram julgados na tarde desta quarta-feira (28).

Chefe da Casa Civil no governo de Luiz Inácio Lula da Silva, Dirceu foi condenado no âmbito da Operação Lava Jato. A decisão do TRF-4 é equivalente à segunda instância judicial e o recurso foi relatado pelo desembargador João Pedro Gebran Neto. A 8ª Turma foi unânime em seguir o voto.

Julgado no mesmo processo, o irmão do ex-ministro, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva também teve a pena mantida em 8 anos e 9 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O mesmo aconteceu para o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, cuja pena continuou fixada em 6 anos e 8 meses.