TRF2 pede prisão preventiva de Picciani e de deputados envolvidos na Cadeia Velha

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2017 15h15 - Atualizado em 16/11/2017 15h35
Divulgação/AlerjEx-presidente da Alerj, Jorge Picciani é acusado de usar cargos no legislativo em troca de propinas

Os desembargadores do Tribunal Federal da 2 Rergião (TRF2) acataram o pedido do Ministério Público Federal e decidiram por unanimidade, 5 votos a 0, pela prisão preventiva e afastamento do mandato dos três deputados do PMDB, envolvidos na Operação Cadeia Velha. Entre eles estão o ex-presidente da Alerj, Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi.

De acordo com o relator, desembargador Abel Fernandes Gomes, a decisão ainda precisa ser submetida ao plenário do Legislativo. A Operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato, apurou que os parlamentares utilizaram os postos da Alerj para favorecer empresários em troca de propinas.

Os réus vão responder pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

*Informações do repórter Rodrigo Viga