Tribunal afasta prefeito de Florianópolis do cargo por 30 dias

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2019 19h11
Reprodução/FacebookGean Loureiro foi preso nesta terça-feira (18)

O desembargador Leandro Paulsen, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), decretou o afastamento por 30 dias do prefeito de Florianópolis Gean Loureiro, no âmbito da Operação “Chabu”, deflagrada pela Polícia Federal.

Até recentemente filiado ao MDB, Loureiro foi preso nesta terça-feira (18) por ordem de Paulsen por suspeita de ter sido beneficiário, ao lado de outros políticos e empresários, de informações secretas repassadas por um grupo de policiais da área de inteligência da própria PF e também da Polícia Rodoviária Federal.

A prisão foi decretada em regime temporário por cinco dias. O afastamento das funções começa a valer “a contar do início da sua prisão”.

O desembargador impôs, ainda, outra restrição ao prefeito: ele fica proibido de manter contato, “por qualquer forma, presencial, telefônica, telemática, etc, pessoalmente ou mediante interposta pessoa, com os demais envolvidos na investigação”.

O que diz a defesa

Em nota, a prefeitura de Florianópolis informou que Gean Loureiro concordou em prestar todas as informações e comparecer à PF para depor. “As informações preliminares dão conta de que não há nenhum ato ou desvio de recursos públicos relacionados à Prefeitura”, afirmou a assessoria de Loureiro.

*Com Estadão Conteúdo