TSE determina que Pezão fique inelegível até 2022

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2019 10h22
Agência BrasilPlenário também confirmou a aplicação da multa no valor de R$ 53.205,00 ao ex-governador do Rio. Ele fica inelegível até 2022

Por maioria de votos, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou, nesta terça (9), a cassação e declarou inelegível o ex-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão. A ordem foi dada a partir do Recurso Ordinário proposto pelo Ministério Público e acusa o emedebista de abuso de poder político nas eleições de 2014.

Segundo a promotoria, Pezão e o vice-governador, Francisco Dornelles, apresentaram 24 projetos de lei reajustando e aumentando salários de servidores da Administração Direta e Indireta Estadual, contrariando a lei eleitoral.

O Plenário também confirmou a aplicação da multa no valor de R$ 53.205,00 ao ex-governador do Rio. Ele fica inelegível até 2022.

Pezão está preso desde novembro do ano passado, quando comandava o Executivo estadual, e é réu na Operação Lava Jato.

Com Estadão Conteúdo