TSE regulamenta doação a candidatos e partidos políticos por cartão de crédito

  • Por Estadão Conteúdo
  • 02/09/2016 18h56
Brasília - O ministro Gilmar Mendes foi eleito hoje (7) o próximo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele vai substituir o atual presidente, Dias Toffoli, a partir de maio (José Cruz/Agência Brasil)Gilmar Mendes

Portaria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) assinada pelo presidente da Corte Eleitoral, Gilmar Mendes, regulamentou as doações a candidatos e partidos políticos com cartão de crédito.

A portaria prevê que estes pagamentos só poderão ser feitos por meio dos titulares do cartão e caberá ao candidato, ao presidente do partido ou ao tesoureiro verificarem a correlação entre doador e titular do cartão, além da comprovação da legalidade dos recursos doados e o limite de doação permitido.

As doações de pessoas físicas podem atingir até 10% dos rendimentos brutos do doador no ano-calendário anterior à eleição.

Segundo a portaria, em caso de estornos ou desistência da despesa do cartão de crédito, caberá às instituições de pagamento que emitirem o cartão de crédito informarem o TSE e o candidato.

O TSE tratou do assunto com instituições administradoras de cartão de crédito, o Banco Central e o Ministério da Fazenda, atendendo a pedido dos partidos políticos, que reivindicavam a regulamentação do tema.