Unicef diz que 6 em cada 10 crianças e adolescentes brasileiros vivem na pobreza

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2018 11h26 - Atualizado em 14/08/2018 11h28
Divulgação/Fernando Frazão/Agência BrasilSaneamento básico é a maior privação para jovens no Brasil

A Unicef divulgou, nesta terça-feira (14), um estudo sobre pobreza na infância e adolescência no Brasil. A pesquisa apontou que 6 em cada 10 jovens do país vivem em situação de privação.

Neste estudo a Unicef foi além de analisar apenas a renda dos cidadãos. Também foi observado conjunto de privações de direitos a que meninas e meninos são submetidos. Ao todo foram avaliados os acessos dos jovens a 6 direitos: educação, informação, proteção contra o trabalho infantil, moradia, água e saneamento. A ausência de um ou mais desses seis direitos coloca meninas e meninos em situação de privação.

Os números chamam atenção, pois a maioria das crianças sofre com mais de uma privação. Do total, 6 milhões são afetadas somente pela privação monetária. Outras 26 milhões têm um ou mais direitos negados, estando em uma situação de privação múltipla.

No conjunto de aspectos analisados, o saneamento é a privação que afeta o maior número de crianças e adolescentes (13,3 milhões), seguido por educação (8,8 milhões), água (7,6 milhões), informação (6,8 milhões), moradia (5,9 milhões) e trabalho infantil (2,5 milhões).

O estudo também traçou um perfil do jovem que sofre com mais privações. Ele é negro, vive na zona rural e mora nas regiões do Norte ou Nordeste.

Por fim, o estudo da Unicef apresentou 3 propostas para reduzir esse dano: incluir crianças e adolescentes como prioridade no Plano Plurianual; institucionalizar o monitoramento das privações; e Usar esse estudo para políticas e orçamentos de desenvolvimento.