Universidade Federal do Paraná terá vagas e processo seletivo exclusivos para refugiados e imigrantes

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2018 16h17 - Atualizado em 03/12/2018 16h20
Newton Menezes/Futura Press/FolhapressNão há previsão para que vagas e processo exclusivo passe a valer

O conselho da UFPR, Universidade Federal do Paraná, aprovou na última sexta-feira (30) a criação de 10 vagas fixas suplementares por ano destinadas a refugiados e imigrantes. O processo de seleção para essas vagas será exclusivo para pessoas com visto humanitário.

A decisão, que ainda passará por regulamentação, integra uma série de ações de inclusão de migrantes e refugiados na vida universitária da UFPR. Atualmente, refugiados e imigrantes podiam pleitear vagas remanescentes dos processos seletivos anuais. Além disso, desde 2013, a universidade trabalha em parceria com a ACNUR, Agência da ONU para Refugiados, para que refugiados tenham acesso a direitos e serviços no país.

A universidade também faz revalidação de diplomas dos refugiados e migrantes, além de ter criado um programa de extensão e pesquisa com foco política migratória.  Ainda não há data para que as vagas e o processo seletivo exclusivos entrem em vigor.