‘Vale não pode ser sacrificada’, diz secretário de privatizações do governo

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2019 14h32
Estadão ConteúdoPara Salim Mattar, empresa é responsável por "gerar muitos empregos"

Salim Mattar, secretário-geral de privatizações do governo de Jair Bolsonaro, disse nesta terça-feira (29) que, apesar do desastre humanitário e ambiental em Brumadinho (MG), a sociedade não pode sacrificar a empresa, mas, sim, os responsáveis pelo rompimento da barragem.

“Neste desastre terrível, estou vendo a sociedade sacrificando a companhia, quando deveriam ser sacrificadas as pessoas que tomaram as atitudes”, disse durante evento em São Paulo.

Ele complementou dizendo que “o CNPJ [da Vale] não fez mal a ninguém” e que o desastre foi fruto de “erros cometidos por seres humanos e essas pessoas é que devem pagar e não a companhia”. Mattar pontuou, ainda, que é uma empresa que gera muitos empregos.

*com informações do Estadão Conteúdo