Vítimas de seis países além do Brasil já fizeram denúncias contra médium

  • Por Jovem Pan
  • 14/12/2018 18h34 - Atualizado em 14/12/2018 18h39
Cesar Itiberê/Fotos PúblicasAcusações contra médium começaram a ser reveladas no último sábado

Vítimas de seis países além do Brasil já foram atendidas pela força-tarefa do Ministério Público de Goiás após terem relatado abusos sexuais cometidos contra elas pelo médium João de Deus. De acordo com dados revelados nesta sexta-feira (14), canais de denúncia já receberam relatos da Alemanha, Austrália, Bélgica, Bolívia, Estados Unidos e Suíça.

O MP criou na segunda (10) um e-mail (denuncias@mpgo.mp.br) para que as vítimas pudessem enviar suas mensagem. Até agora, 335 acusações foram formalizadas ao órgão. Em todo o País, já foram colhidos pelo menos 30 depoimentos. As primeiras mulheres relataram o crime em um programa de televisão, no sábado (8).

No Brasil, há vítimas em 13 estados – e também no Distrito Federal: Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Pernambuco, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Pará, Santa Catarina, Piauí e Maranhão. Nesta sexta, a justiça decretou a prisão de João Teixeira de Faria – nome de registro do médium.

Integração

O procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres Neto, se reuniu com o delegado-geral da Polícia Civil estadual, André Fernandes, para estudar ações de integração nas apurações desse caso. A promotora de Abadiânia (GO), onde teriam ocorridos os crimes, foi convocada das férias para integrar a força-tarefa, que busca força-máxima.