Weintraub anuncia que consultará inscritos sobre adiamento do Enem

Alunos poderão decidir se a data será mantida, se o exame será postergado ou suspenso até o final da pandemia da Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2020 15h58 - Atualizado em 19/05/2020 16h10
Luis Fortes/MECMinistro da educação, Abraham Weintraub, anunciou decisão pelas redes sociais

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou nesta terça-feira (19) que os estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão decidir sobre o adiamento da prova. Na última semana de junho, o MEC fará uma consulta através da Página do Participante em que os alunos poderão definir se a data será mantida, se o Enem será adiado ou suspenso até o final da pandemia da Covid-19.

Nas redes sociais, Weintraub defendeu a “liberdade de escolha”. “Há um debate sobre seu adiamento [do Enem]. Nosso posicionamento é saber a opinião dos principais interessados, perguntando diretamente aos estudantes inscritos”, escreveu. “O governo Jair Bolsonaro quer saber a opinião dos brasileiros! Democracia é isso!”, continuou o ministro.

Ainda nesta terça (19), o Senado pode votar um projeto que suspende a aplicação do Enem em casos de calamidade pública. O Enem impresso está previsto para ocorrer nos dias 1º e 8 de novembro, e o digital, nos dias 22 e 29 de novembro. Quatro milhões de brasileiros já se inscreveram para prestar o exame.