Weintraub convoca PF para investigar ataques em site do MEC

  • Por Jovem Pan
  • 08/08/2019 11h22
Marcelo Camargo/Agência Brasil Segundo o ministro, serviços mais afetados são ProUni e Fies

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou, nesta quinta-feira (8), que acionou a Polícia Federal (PF) para investigar supostos ataques cibernéticos que vêm acontecendo na pasta nas últimas semanas. Em entrevista coletiva, ele disse, também, que essas possíveis invasões estão prejudicando alguns serviços oferecidos pelo site do MEC.

“Não estamos acusando ninguém, mas há indícios fortes de sabotagem que nos levaram a acionar a Polícia Federal. Não é nosso papel investigar”, disse Weintraub.

Segundo o ministro, o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) são os principais afetados pelo problema, mas a população não será prejudicada pelos ataques. “Qualquer serviço que for suspenso terá prazo ampliado”, assegurou. Os técnicos do Ministério explicaram os dois serviços estão intermitentes desde a última segunda-feira (5).

Outro produto afetado é o Sistema Presença, utilizado para o pagamento dos benefícios do Bolsa Família. O MEC ainda detectou prejuízos no funcionamento do principal sistema de negócios da pasta, conhecido como SiMEC.

De acordo com a equipe do ministério, técnicos estão trabalhando para restabelecer todo o funcionamento  rapidamente, mas não há prazo para que os serviços estejam totalmente normalizados.

*Com informações da Agência Brasil