Witzel readmite secretário acusado de fraude na compra de respiradores

  • Por Jovem Pan
  • 18/05/2020 17h19
JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Edmar José Alves dos Santos foi renomeado a novo cargo no governo

O ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Edmar José Alves dos Santos teve a exoneração confirmada em edição extra do Diário Oficial do estado nesta segunda-feira (18). O D.O., no entanto, traz a readmissão de Edmar. Agora, ele é Secretário Extraordinário de Acompanhamento das Ações Governamentais Integradas da Covid-19.

Edmar foi exonerado após acusações de fraude na compra de respiradores para o estado. Em nota oficial, o governador Wilson Witzel disse que a demissão foi causada por “falhas na gestão de infraestrutura dos hospitais de campanha para atender as vítimas da Covid-19”.

Apesar disso, o ex-secretário de Saúde volta ao governo estadual para cargo no acompanhamento de ações contra a pandemia do novo coronavírus.

Antes da exoneração de Edmar, o Ministério Público do Rio de Janeiro e a Polícia Civil já havia prendido o ex-subsecretário estadual de Saúde, Grabriell Neves, e mais três pessoas por suspeita de fraude na compra de respiradores.

Na pasta da Saúde, Edmar José Alves dos Santos foi substituído por Fernando Ferry, diretor-geral do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle.