Cameron anuncia ajuda para vítimas das inundações que assolam o R.Unido

  • Por Agencia EFE
  • 12/02/2014 12h42

Londres, 12 fev (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, anunciou nesta quarta-feira que porá à disposição de empresários e donos de imóveis afetados pelas inundações até 5 mil libras (R$ 19,8 mil) para que protejam melhor suas propriedades.

O chefe do Executivo respondeu no Parlamento a perguntas da oposição sobre a gestão de seu governo contra o forte temporal que há semanas afeta o sul da Inglaterra e que provocou inundações em Somerset (oeste do país) e em condados próximos a Londres.

“Introduziremos uma dotação para todos os proprietários de imóveis afetados e para os negócios para que possam construir uma melhor proteção contra as inundações quando reformarem suas propriedades”, disse Cameron.

O primeiro-ministro detalhou que o valor dessas verbas será de “até 5 mil libras por casa e por estabelecimento”.

Em sua intervenção, o chefe do Executivo, que hoje presidiu uma reunião do chamado comitê Cobra do Governo para tramitar assuntos de emergência nacional, anunciou ainda “um fundo de 10 milhões de libras (39 milhões de euros) para agricultores que viram suas terras inundadas dia após dia, semana após semana”.

“Também posso anunciar hoje que atrasaremos os pagamentos fiscais que as empresas precisam pagar”, acrescentou.

Em seu discurso ao Parlamento, o líder tory reiterou que “o dinheiro não é obstáculo” nos esforços feitos para ajudar os desabrigados pelo temporal.

Cameron pediu às pessoas à frente dos serviços de emergência que coordenam a resposta às inundações que “não pensem duas vezes” para pedir ajuda ao exército.

A Agência do Meio Ambiente mantém 14 alertas de inundações “graves” – de risco à vida – nos condados perto de Londres, por onde passa o rio Tâmisa, enquanto há outras duas para Somerset (sudoeste inglês). EFE