Caminhoneiro é morto após discussão com ex-mulher e seu marido em Osasco

  • Por Jovem Pan
  • 06/11/2015 07h37
GOIÂNIA, GO, 16.10.2014: CRIME-GO - O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, 26, que confessou à polícia de Goiás, em depoimento nesta quarta-feira (15), que matou 39 pessoas em Goiânia. Ele foi apresentado pela Policia nesta quinta-feira (16) na Secretaria de Segurança de Goiás. Objetos pessoais, uma moto e um revólver também foram apresentados. (Foto: Alan Marques/Folhapress)revólver

Caminhoneiro é morto a tiros durante discussão e casal de vizinhos sai ferido por balas perdidas em condomínio de Osasco, na Grande São Paulo. A briga que terminou em tragédia ocorreu no final da noite desta quinta-feira (05) em um conjunto popular, na Rua Edmundo Amaral, no Jardim Piratininga.

À tarde, o caminhoneiro Antônio Robério de Araújo, de 37 anos, já havia ido até o local, aparentemente embriagado, onde discutiu com sua ex-mulher e o atual marido dela. Após o bate-boca, Araújo foi embora, mas retornou, no final da noite, com uma espingarda calibre doze, para retomar a briga com o desafeto.

Em meio à discussão, ele disparou vários tiros, mas atingiu um casal de vizinhos da ex-mulher. Ambos foram levados para o pronto-socorro do Jardim Mutinga, em Barueri, município vizinho, onde foram medicados e estão fora de perigo.

Já o caminhoneiro também foi baleado e morreu no pronto-socorro do Hospital Regional de Osasco, para onde foi levado pelos Bombeiros.

A Polícia Civil ainda não conseguiu confirmar se os tiros que vitimaram o caminhoneiro foram disparados pelo atual marido de sua ex-mulher, já que ele se encontra foragido. O caso foi registrado pelo delegado plantonista do 10º Distrito Policial de Osasco.

*Informações do repórter Paulo Edson Fiore