Canadá confirma primeiro caso de Zika transmitido sexualmente

  • Por Reuters
  • 26/04/2016 07h44
Mosquito Aedes aegypti em laboratótio de Guadalupe, no México. 8/3/2016. REUTERS/Daniel Becerril REUTERS/Daniel Becerril - 8/3/2016 Mosquito Aedes aegypti em laboratótio de Guadalupe

Um morador de Ontário é o primeiro caso confirmado no Canadá de uma infecção por Zika vírus contraída localmente através de relações sexuais, disseram autoridades de saúde nesta segunda-feira (25).

Acredita-se que a pessoa, cuja identidade não foi revelada, tenha contraído o vírus de um parceiro sexual que contraiu Zika depois de viajar para um país afetado pelo vírus, de acordo com um comunicado da Agência de Saúde Pública do Canadá e o Ministério da Saúde de Ontário.

O Zika é transmitido para as pessoas principalmente através da picada do mosquito Aedes aegypti fêmea, e um surto que começou no Brasil no ano passado se espalhou para muitos países das Américas.

A Organização Mundial da Saúde identificou casos de Zika na Argentina, Chile, França, Itália e Nova Zelândia causados provavelmente por transmissão sexual, e o Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA também está investigando casos de possível transmissão sexual.

Além do novo caso transmitido localmente através de relações sexuais, o Canadá confirmou 55 infecções por Zika, todas relacionadas com viagens a outros países. O mosquito conhecido por transmitir o vírus não se estabelece no Canadá.