Carro novo ou usado: o que é melhor no momento?

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2014 15h38

Pergunta da ouvinte: Denise, estou pensando em trocar o carro, mas para ter um zero vou financiar uma parte. Tenho visto planos com primeira parcela só em dezembro. Acho que para coincidir com o décimo terceiro. Será uma boa opção? Assim ganho mais uma folguinha. Beijo a todos, Ana Eliza Souto

Denise Campos de Toledo: Se ela já está querendo essa “folguinha”, é sinal de que está apertada. Então acho melhor não entrar nesse financiamento.

Se há necessidade desses três meses de folga até o final do ano, é sinal de que o dinheiro já estpa muito comprometido. Senão não teria problema em assumir o financiamento agora.

Já vai entrar fazendo uma dívida no aperto, e isso é a pior coisa.

Ela tem que levar em conta que agora vai ter que pagar licenciamento, IPVA (apesar de ter promoção) e o seguro, senão você corre o risco de perder o patrimônio e ficar com a dívida.

Eu acho melhor repensar essa questão do financiamento. Tentar procurar aquelas promoções que têm juro mais baixo, ou o chamado juro zero, comparando o preço de vários modelos – e isso faz muita diferença.

Quando você vai trocar o carro, tem que se prestar atenção em quanto se paga pelo seu carro, porque o mercado de usados está mais aquecido. Está saindo mais fácil o carro usado e subiu o valor.

No financiamento para comprar um usado, o juro é um pouco mais alto. Mas, pelo diferencial de preços ainda pode ser melhor comprar um seminovo financiado.

Ele perde muito valor: de 30% a 35% de cara, só de tirar o carro da concessionária.

Agora, tem muito plano de carro zero financiado, em prazo mais longo se ela não quiser comprometer muito a renda. E com juro menor e promoções com brindes, etc.

Acho melhor que essa pegadinha, que é falar: “olha, você só paga em dezembro”. Que daí a pessoa não faz a conta direito e embarca.

Aí, quando vem a conta junto à época de natal…

Depois não vamos esquecer: começo de ano tem IPVA.