Casos de dengue em Sorocaba aumentam para mais de 22 mil em uma semana

  • Por Agência Brasil
  • 19/03/2015 14h39
Dengue

O número de casos de dengue registrados na cidade de Sorocaba, interior paulista, aumentou em quase 10 mil ao passar de 12.780 na quarta-feira passada para 22.675 nesta semana, de acordo com balanço semanal da Prefeitura. Desse total, 4.195 são confirmados por critérios laboratoriais e 18.480 por critérios clínico-epidemiológicos. Entre os casos, 22.583 (99,6%) são casos autóctones e 92 (0,4%) são importados.

Segundo a Secretaria de Saúde da cidade, mais uma morte por dengue foi confirmada no município (uma mulher de 80 anos). Ao todo já foram seis mortes confirmadas. Outras seis suspeitas aguardam o resultado de exames.

“Nosso foco continua sendo o tratamento dos pacientes com dengue. O Centro de Monitoramento da Dengue está fazendo um trabalho importantíssimo neste sentido. Além disso, nesta semana, a Santa Casa de Sorocaba disponibilizou mais 16 leitos para atender pacientes com a doença e que precisam de internação”, disse o secretário de Saúde, Francisco Antônio Fernandes.

Ontem (18) a cidade de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, interior paulista, decretou epidemia, depois de serem registrados 762 casos de dengue, dos quais 615 foram contraídos no município e 147 importados. A última epidemia da doença no município foi em 2011.

Na segunda-feira (17) Birigui confirmou que no dia 7 de março houve a primeira morte por dengue do ano no município. A vítima foi um idoso de 85 anos, que residia no bairro Monte Líbano e que apresentava outras doenças crônicas, como pneumonia, o que o colocava no grupo de risco.

Em Campinas a Secretaria de Saúde informou que, até o dia 16, foram confirmados 1.697 casos de dengue no município, com uma morte (um idoso de 78 anos morador da região leste da cidade). Deste total, 823 são de pessoas que contraíram a doença em janeiro, 839 em fevereiro e 35 em de março. O Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) tem 5.050 casos em investigação e outros 2.475 casos suspeitos foram descartados, após exames de sorologia.

Na semana passada foram registradas outras cinco mortes causadas pela dengue também no interior paulista. Duas em Mogi Mirim (uma mulher de 68 anos e outra de 28), onde foram registrados de janeiro até o momento 1.995 casos confirmados, contra 151 no mesmo período do ano passado. Os outros três óbitos ocorreram em Bauru (uma mulher de 73 anos e dois homens, um com 80 anos e outro com 74), onde foram 827 casos da doença.

Na cidade de Marília foram confirmadas seis mortes. Em São Paulo um menino de 11 anos, morador do Jardim Miriam, Zona Sul de São Paulo também morreu por dengue.