Cerca de 150.000 hectares de florestas e pastarias ardem na Sibéria

  • Por Agencia EFE
  • 14/08/2015 07h37

Moscou, 14 ago (EFE).- Os incêndios florestais na Sibéria abrangem atualmente uma superfície de 149.800 hectares, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pela autoridades desse distrito federal da Rússia.

Segundo as estatísticas oficiais, a área de florestas e pastarias afetada pelo fogo aumentou em quase 7.000 hectares.

A situação mais grave se observa na república da Buriátia, onde foram registrados 42 incêndios, que abrangem uma superfície de pouco mais de 80.000 hectares.

Durante a jornada de ontem foram sufocados 36 incêndios, trabalhos nos quais participaram cerca de 3.000 bombeiros, com o apoio de 354 carros e 15 aviões-cisterna.

Segundo as autoridades da Sibéria, o fogo não se propagou a centros urbanos nem a infraestruturas.

“A situação está sob controle”, garantiu o chefe do Departamento de Emergência da Sibéria, Vladimir Svetelski.

A autoridades declararam estado de emergência no território de seis entidades federadas siberianas devido à gravidade dos incêndios florestais.

Nesta quinta-feira, o primeiro-ministro, Dmitri Medvedev, criticou as autoridades regionais e o Ministério para Situações de Emergência pelas deficiências nos trabalhos de prevenção e extinção de incêndios florestais.

O chefe do governo ordenou o titular de Emergência, Vladimir Puchkov, a deslocar-se à Sibéria para liderar pessoalmente a extinção dos incêndios.

Anualmente, o fogo arrasa na Rússia centenas de milhares de hectares de florestas, principalmente no extremo oriente do país e nos vastos territórios da Sibéria. EFE