Cerca de 200 mil irlandeses seguem sem eletricidade por causa de tempestade

  • Por Agencia EFE
  • 13/02/2014 11h03

Dublin, 13 fev (EFE).- A companhia estatal de energia elétrica da Irlanda (EBS) informou nesta quinta-feira que cerca de 200 mil usuários seguem sem eletricidade no país por causa da forte tempestade que castigou a ilha na última noite com ventos de até 160 km/h.

Ontem, aproximadamente 300 mil irlandeses foram pelos cortes de energia, a pior situação de emergência desde 1998. Por causa do mau tempo, as autoridades foram obrigadas a fechar temporariamente dois aeroportos internacionais do sul e sudoeste do país, as zonas mais afetadas.

A tempestade de ontem também afetou inúmeras estradas, o serviço de trens e o de balsas, enquanto todos os aeroportos irlandeses registraram cancelamentos e grandes atrasos.

Um porta-voz da ESB assegurou que os serviços técnicos terão “uma tarefa gigantesca” durante a jornada de hoje para restaurar a provisão elétrica.

“Esperamos mais avarias à medida que os agricultores começarem a trabalhar. Atualmente, estamos fazendo frente a mais de 5 mil estragos graves na rede”, explicou a fonte.

O maior fornecedor de telecomunicações na Irlanda, Eircom, recebeu mais de 10 mil chamadas de estragos, sendo que quase 60 mil clientes continuam sem linha telefônica, a maioria nos condados do sul e sudoeste.

Embora a tempestade de vento e chuva tenha perdido forças nas últimas horas, o escritório meteorológico irlandesa, Met Éireann, instaurou o alerta amarelo pelo risco de geadas às quatro províncias do país: Ulster (norte), Munster (sul), Connaught (oeste) e Leinster (este / leste).

O ministro irlandês de Transporte, Leo Varadkar, assegurou que o governo estuda a possibilidade de aumentar a verba destinada à reconstrução das regiões.

O ministro lembrou que o Executivo já tinha aprovado destinar 25 milhões de euros para ajuda humanitária e outros 70 milhões de euros para “consertos de emergência”. EFE