China inicia campanha contra shows de striptease em funerais

  • Por Agencia EFE
  • 24/04/2015 05h32

Pequim, 24 abr (EFE).- O Ministério da Cultura da China anunciou o início de uma campanha para erradicar a organização de espetáculos de striptease em funerais, algo frequente nas regiões rurais do país, informou nesta sexta-feira o jornal oficial “China Daily”.

Os organizadores desse tipo de show, com os quais se busca atrair o maior número possível de pessoas a um funeral, serão “severamente castigados”, destacou o governo chinês em circular divulgada por causa da publicação de informações sobre a campanha na imprensa.

No documento, o Ministério lembra que shows públicos em que as pessoas aparecem nuas estão proibidos não somente nos funerais. E ressalta que esse tipo de prática é “incivilizado” e “distorce o valor cultural do mercado do entretenimento”.

“Esses espetáculos exóticos são uma boa mostra das armadilhas que a vida moderna oferece à China, nos quais a vaidade e o esnobismo prevalecem sobre a tradição”, critica o órgão na circular, divulgada pela agência oficial “Xinhua”.

A tradição chinesa considera que é bom para o finado que seu velório tenha uma aparência alegre e festiva na medida do possível. Além disso, é importante para a cultura oriental que o funeral tenha o maior número de pessoas, mesmo que elas não conheçam o morto.

Por isso, é comum nas regiões rurais da China a organização de grandes festas e banquetes com esse objetivo, algo que nos últimos anos motivou os shows de striptease em alguns dos funerais. EFE