Chuva causa cancelamento de voos e obriga evacuação de região no Uruguai

  • Por Agencia EFE
  • 14/09/2014 20h56

Montevidéu, 14 set (EFE).- Uma forte tempestade gerou o cancelamento de voos neste domingo no Uruguai e obrigou a retirada de cerca de 100 pessoas de suas casas, informaram fontes oficiais.

No Aeroporto de Carrasco, em Montevidéu, sete voos vindos de São Paulo, Porto Alegre e Buenos Aires tiveram que retornar ao ponto de partida por conta do nevoeiro que impediu a aterrissagem. Outros tantos voos para esses lugares foram cancelados, informaram à Agência Efe fontes do aeroporto.

Ao todo, 11 rotas nacionais nos departamentos de Canelones, Florida, Maldonado, Rocha, San José, Soriano e Treinta e Três permanecem interrompidas por causa do transbordamento de rios e riachos, informaram fontes da Polícia Caminera.

A situação mais complexa é no departamento de Durazno, a 200 quilômetros ao norte de Montevidéu, onde cerca de 100 pessoas tiveram que ser retiradas do local, disse o intendente do departamento, Luis Aycaguer.

Metade dos afetados está na casa de parentes e os demais em cabanas doadas pelas autoridades, onde recebem alimentação e atendimento sanitário do Sistema Departamental de Emergências e do Ministério da Saúde Pública.

O Instituto Uruguaio de Meteorologia retirou às 18h30 hora local (mesmo horário em Brasília) o alerta laranja emitido na véspera para 13 dos 19 departamentos do país. O alerta foi dado pela previsão de chuvas superiores a 200 milímetros em 24 horas e a possibilidade de sequências de ventos de até 90 km/h. EFE