Chuva fraca afeta volume de reservatórios do Sudeste

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2015 09h18

Vista da reserva de AtibainhaCantareira 19-03

As precipitações registradas até esta quarta-feira (20) não foram o suficiente para aumentar o volume útil da maioria dos mananciais administrados pela Sabesp. O único que apresentou alta foi o Rio Claro, que passou de 56,2% para 56,5% e acumula 163,1mm de chuva, enquanto a média histórica para o mês de maio é 133,9mm.

Os dois principais reservatórios que abastecem a capital paulista não acumularam volume. Enquanto o Cantareira permanece em 19,7% desde o último dia 16, o Guarapiranga perdeu 0,1% e atingiu 82,3%. Rio Grande foi outro sistema que perdeu água, passando de 96,3% para 96%.

Dois reservatórios mantiveram o volume registrado na terça (19), sendo que o Alto Cotia permaneceu em 68,6 e o Alto Tietê em 23,2%, este também ultrapassou em 4,6mm a média histórica de chuva para o mês de maio.