Ciclone Mora deixa 7 mortos e mais de 60 mil casas danificadas em Bangladesh

  • Por EFE
  • 31/05/2017 08h33
BAN11 COX'S BAZAR (BANGLADESH) 30/05/2017.- Varias personas evacúan sus hogares en el distrito de Chittagong (Bangladesh) hoy, 30 de mayo de 2017. Al menos cinco muertos, diez heridos e importantes daños en viviendas es el saldo parcial de la llegada del ciclón "Mora" al suroeste de Bangladesh, donde fueron evacuadas alrededor de 2 millones de personas, y donde el sistema se está ya debilitando. EFE/StrCiclone em Bangladesh - efe

O ciclone Mora deixou em sua passagem pelo sul de Bangladesh pelo menos sete mortos e 60 feridos, além de danificar 60 mil casas e afetar 56 mil famílias, segundo os últimos dados divulgados nesta quarta-feira à Agência Efe por uma fonte do governo.

O Mora, que chegou terça-feira (30) ao país em forma de tempestade tropical, causou quatro mortes e deixou 60 feridos no distrito de Cox Bazar, outros dois mortos em Rangamati e um mais em Bhola, afirmou um porta-voz do Departamento de Gestão de Desastres, Naznin Shamina.

De acordo com Shamina, os danos à propriedade privada foram enormes, com pelo menos 19.768 casas que foram seriamente danificadas pelo ciclone e outras 38.112 ficaram parcialmente destruídas, sobretudo nos distritos de Cox Bazar e Chittagong.

Antes da chegada do ciclone, 2 milhões de pessoas tinham saído de suas casas, sendo que 500 mil delas foram para 3,8 mil refúgios.

O Programa de Preparação de Ciclones em Bangladesh disse à Efe que foram mobilizados 56 mil voluntários em 18 distritos, para que ninguém ficasse em situação “vulnerável”.

Uma das comunidades mais afetadas pela chegada do Mora foi a dos refugiados Rohingyas, que têm dois acampamentos com 33 mil pessoas na fronteira de Bangladesh com Myanmar, por onde entrou o ciclone.

Bangladesh é palco de ciclones duas vezes ao ano, entre abril e maio e outubro e novembro, respectivamente, devido à sua posição geográfica no Golfo de Bengala.