“CNN” exibe vídeo de uma suposta reunião da Al Qaeda no Iêmen

  • Por Agencia EFE
  • 16/04/2014 04h04

Washington, 15 abr (EFE).- A emissora americana “CNN” exibiu nesta terça-feira um vídeo que seria de uma das maiores reuniões da Al Qaeda em anos, caso seja confirmada sua autenticidade, realizada no Iêmen sob a liderança do número 2 da organização terrorista, Nasir al Wuhayshi.

Nenhuma agência ou departamento do governo dos Estados Unidos se pronunciou até o momento sobre o vídeo, mas as fontes oficiais consultadas pela “CNN” garantiram que o mesmo está sendo investigado exaustivamente porque existe a possibilidade de ser autêntico e recente.

No vídeo é possível ver vários membros da Al Qaeda reunidos com armas em punho e com o rosto desfocado em alguns casos.

Wuhayshi, que além de ser o número 2 da organização no mundo é o líder da mesma na península Arábica, toma a palavra no vídeo e expressa sua vontade de atacar os EUA.

Segundo a “CNN”, o vídeo começou a circular há pouco tempo em sites jihadistas, o que chamou a atenção do governo e dos especialistas em terrorismo internacional.

A única reação política até o momento foi do presidente do Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes, o republicano Mike Rogers, que considerou em entrevista à “CNN” que a Al Qaeda é hoje mais perigosa do que antes dos atentados de 11 de setembro.

“A ameaça da Al Qaeda hoje em dia é mais diversa e mais agressiva do que antes de 11 de setembro. Por isso, pensamos que se sentem fortalecidos”, afirmou. EFE