Combate com paramilitares no Paquistão mata ao menos 22 insurgentes

  • Por Agencia EFE
  • 07/04/2014 11h24

Nova Délhi, 7 abr (EFE).- Pelo menos 22 insurgentes morreram nesta segunda-feira em um combate com membros do Frontier Corps (FC), um dos principais corpos paramilitares do Paquistão, na província de Baluchistão, no sul do país, informou à Agência Efe uma fonte militar.

O combate entre os dois grupos aconteceu no distrito de Khuzdar e nele ficaram feridos também dez membros do FC, afirmou um porta-voz do corpo paramilitar que não quis ser identificado.

A fonte assegurou que os mortos não eram “talibãs”, mas “terroristas, insurgentes locais”, em uma clara alusão aos grupos separatistas armados que atuam na região.

Outro porta-voz do Frontier Corps, Khan Wasey, disse ao canal paquistanês Dawn que o total de “malfeitores” mortos na operação subiu para 30 e que, além de Khuzdar, houve choques no distrito vizinho de Kalat.

Wasey revelou que os insurgentes tinham participado de ataques recentes a trens de passageiros, forças de segurança e instalações governamentais em diferentes partes da província, uma das mais conflituosas do Paquistão.

As organizações separatistas e as facções islamitas têm uma forte presença na região, embora as maiores fortificações talibãs estejam no montanhoso noroeste paquistanês, sobretudo nas áreas tribais na fronteira com o Afeganistão. EFE