Comitê para Proteção de Jornalistas condena assassinato de blogueiro em MG

  • Por Agencia EFE
  • 20/05/2015 23h24

Nova York, 20 mai (EFE).- O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), com sede em Nova York, condenou nesta quarta-feira o assassinato do blogueiro Evany José Metzker, de 67 anos, e pediu às autoridades brasileiras que realizem uma investigação profunda que leve os responsáveis à Justiça.

“Condenamos o brutal assassinato de Evany José Metzker, cujo corpo decapitado foi achado na segunda-feira no estado de Minas de Gerais e urgimos às autoridades do Brasil que realizem uma investigação profunda”, declarou em comunicado Carlos Lauría, coordenador de programas nas Américas do CPJ.

Metzker desapareceu no último dia 13 de maio e foi achado cinco dias depois na zona rural de Padre Paraíso, em Minas Gerais decapitado e com as mãos amarradas.

“A capacidade dos jornalistas para informar as notícias está sendo claramente solapada pela violência mortal contra a imprensa no Brasil”, completou Lauria.

O blogueiro era responsável pelo site de notícias “Coruja do Vale”, onde denunciava uma série de crimes e irregularidades políticas em prefeituras de cidades da região.

De acordo com o CPJ, Metzker estava investigando uma rede de prostituição infantil.

Lauria declarou que a delegada Fabrícia Noronha, responsável pelo caso, informou ao CPJ que a polícia trabalha com duas linhas de investigação: queima de arquivo ou crime passional.

O Brasil experimentou um aumento na violência contra a imprensa nos últimos anos, quando 14 jornalistas foram assassinados em represália por seu trabalho desde 2011.

O país ocupa a 11ª posição na lista de impunidade do CPJ de 2014, que destaca os países onde os jornalistas são assassinados e os responsáveis estão em liberdade. EFE