Confrontos com talibãs no Afeganistão deixam ao menos 21 mortos

  • Por Agencia EFE
  • 21/05/2014 05h55

Cabul, 21 mai (EFE).- Pelo menos seis policiais e 15 insurgentes morreram em dois enfrentamentos registrados nas últimas horas no nordeste e no sul do Afeganistão, informaram nesta quarta-feira à Agência Efe fontes oficiais.

O primeiro ataque aconteceu ontem no distrito de Yamgan, onde depois começou um enfrentamento entre os talibãs e as forças de segurança afegãs que continua hoje, disse o porta-voz do governador da província de Badakhshan, Naveed Ferotan.

Um numeroso grupo de insurgentes destruiu uma torre com antenas de telefonia celular para cortar as comunicações entre o distrito e a cidade de Fayzabad, capital dessa província situada próxima das fronteiras com o Tadjiquistão e o Paquistão.

No ataque, seis policiais morreram e outros três ficaram feridos, mas o número de vítimas pode aumentar enquanto o confronto continua, afirmou o porta-voz.

“O corte nas comunicações e o mau tempo impediram o envio de reforços” à região em um primeiro momento, garantiu Ferotan.

Um porta-voz dos talibãs, Zabiuallah Mujahid, disse em comunicado que os insurgentes recuaram “taticamente” para as montanhas, onde o enfrentamento continua, e declarou que seu grupo tem o controle do distrito.

Em outro incidente, pelo menos 15 insurgentes morreram ontem no distrito de Sistani Marjah, na província de Helmand, no sul do país, em uma operação conjunta da polícia e do Exército afegãos, disse à Efe o porta-voz do governador provincial, Omar Zwak.

Entre os mortos estão dois iranianos e um paquistanês, segundo Zwak.

Esses incidentes acontecem em plena campanha de primavera dos talibãs, anunciada no início de mês pelos insurgentes para “eliminar os invasores estrangeiros”, mas “sem causar danos aos civis”, em uma ofensiva que também tem como alvo funcionários e políticos afegãos que apoiam a “ocupação”.

Com a chegada do bom tempo, há, tradicionalmente, um aumento dos combates no Afeganistão que, nesta ocasião, acontecem no meio do processo de eleições presidenciais no país, cujo primeiro turno foi realizado no dia 5 de abril e o segundo está previsto para 15 de julho.

As tropas da Otan no Afeganistão estão em pleno processo de retirada e transferem gradualmente as competências de segurança para a polícia e o Exército do país asiático.

A retirada será concluída em dezembro, caso sejam cumpridos os prazos previstos, mas a comunidade internacional ainda cogita manter certa presença militar em solo afegão para além desse período. EFE