Confrontos entre jihadistas e militares no Iraque deixam 35 mortos

  • Por Agencia EFE
  • 28/07/2015 16h21

Bagdá, 28 jul (EFE).- Pelo menos 35 pessoas morreram nesta terça-feira em ataques suicidas realizados por integrantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e em confrontos entre jihadistas e militares e milicianos aliados do governo nas províncias de Saladino e Al Anbar, no Iraque, informaram à Agência Efe fontes dos serviços de segurança do país.

Pelo menos 12 membros do exército e de milícias aliadas morreram e outros 20 ficaram feridos em um ataque com três carros-bomba contra posições das forças governamentais na cidade de Biji, na província de Saladino.

Uma fonte da polícia local disse à Agência Efe que o ataque foi cometido por terroristas suicidas. Depois do atentado, houve confrontos entre as forças armadas iraquianas e os jihadistas.

Já na região da cidade de Ramadi, capital provincial de Al Anbar, as tropas iraquianas, apoiadas por milicianos pró-governo, repeliram um ataque com quatro carros-bomba, informou à Efe uma fonte das forças armadas. O atentado causou a morte de 18 jihadistas e feriu outros 36, mas ainda não se sabe se houve baixas entre militares.

A fonte acrescentou que cinco soldados morreram e outros 14 ficaram feridos em um ataque com carro-bomba na cidade de Sheikh Massoud, a leste de Ramadi. EFE