Confrontos no Iêmen matam 3 soldados e 5 supostos membros da Al Qaeda

  • Por Agencia EFE
  • 29/04/2014 11h59

Sana, 29 abr (EFE).- Pelo menos três soldados iemenitas e cinco supostos membros da rede terrorista Al Qaeda morreram nesta quarta-feira em combates, durante a ampla operação militar começada contra os redutos da organização extremista no sul do Iêmen, informou a agência de notícias iemenita “Saba”.

Uma fonte militar, citada pela agência, explicou que os confrontos que aconteceram na área de Al Maayala, próxima à zona de Mehfad, na província de Abien, durante o avanço das tropas do exército rumo ao principal bastião da Al Qaeda.

“A luta decisiva começou e as forças armadas não titubearão nem hesitarão em intensificar as operações bélicas”, disse a fonte.

Também disse que o objetivo da campanha é “erradicar o do terrorismo e os terroristas onde estiverem, se esconderem, se refugiem”.

O Ministério de Defesa do Iêmen informou em seu site que a operação militar aponta os feudos da Al Qaeda nas províncias de Abien e Shebua.

Além disso, indicou que as forças de terra começaram a avançar de três direções para Al Mehfad, ou seja, das regiões de Ahur e Mudia (sul e oeste), enquanto outras unidades vão desde a área de Belhaf, no litoral do Mar de Arábia, (sudeste).

Outros contingentes iniciaram ataques contra os refúgios dos supostos terroristas nas zonas de Ácaba al Naqba e Heban, localizadas na vizinha Shebua.

Por sua vez, Saba informou que as autoridades locais nas duas províncias fizeram uma chamada aos moradores das zonas que são palcos de enfrentamentos para que denunciem imediatamente a presença de terroristas e não permitam que se escondam em suas áreas e aldeias. EFE