Contrariando versão da polícia, foto mostra que dançarino foi vítima de tiro

  • Por Jovem Pan
  • 26/04/2014 07h46

Uma foto divulgada nesta sexta-feira (25) no Rio de Janeiro deixou claro que Douglas Pereira, o DG (dançarino do programa Esquenta, da TV Globo), encontrado morto na última terça-feira (22) no conjunto de favelas Pavão Pavãozinho Cantagalo, foi vítima de um tiro disparado por arma de fogo. 

Na imagem, o buraco da bala no corpo do jovem é bastante nítido, o que contraria a versão inicial da polícia civil, que relatou que DG havia morrido por conta de uma queda de mais de 10 metros de altura. Os policiais já reconheceram o erro e afirmaram que um laudo mais preciso será feito posteriormente. 

A mãe do dançarino, Maria de Fátima dos Santos, garante que o filho foi torturado e morto por policiais militares. Ela, inclusive, mantém contato com a anistia internacional e quer trazer peritos do exterior para fazer uma análise do corpo do rapaz. 

Também na sexta-feira (25), Maria de Fátima recusou um convite do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, de se encontrar com ele na sede do governo do estado.