Cracolândia volta a ter confusão e PM aciona reforço para a região

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 23/05/2017 18h27
SP - CRACOLÂNDIA/MOVIMENTAÇÃO - GERAL - Policiamento segue reforçado na Cracolândia, região central de São Paulo (SP), nesta terça-feira (23). Polícias Civil e Militar de São Paulo realizam uma ação no local na manhã do último domingo com o objetivo de acabar com o uso de drogas no local. No total, 38 suspeitos de traficar drogas foram presos na operação de domingo, que contou com a participação de 976 policiais. Foram apreendidos 10 quilos de crack, 3 fuzis e outras armas. Foram encaminhadas para abrigos 300 pessoas. 23/05/2017 - Foto: NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOPoliciamento segue reforçado na Cracolândia

Dois dias depois de uma operação policial dispersar usuários de droga da região da Cracolândia, no centro de São Paulo, o local voltou a registrar confusão no fim da tarde desta terça-feira (23). Após terem sido dispersados da Praça Princesa Isabel, um grupo se estabeleceu novamente próximo à Rua Helvétia e à Alameda Barão de Piracicaba, a um quilômetro de distância do ponto original, que integram o quadrilátero da Cracolândia, nas imediações da Alameda Dino Bueno e da Avenida Duque de Caxias.

A Polícia Militar enviou reforço para o local por volta das 17h30min, com homens da cavalaria e houve correria; ao menos uma bomba de efeito moral foi lançada para tentar dispersar a movimentação.

Mais cedo, um imóvel na Cracolândia foi demolido pela prefeitura de São Paulo e deixou três pessoas feridas. O acidente ocorreu na Rua Dino Bueno. Moradores relataram que tinham pessoas dormindo no imóvel e não foram avisadas da demolição. Eles protestam com faixas dizendo: “Somos família, não lixo”. O prefeito João Doria esteve no local e concedeu uma rápida entrevista coletiva. Segundo Doria, a prefeitura não sabia que havia moradores nos prédios. Alguns hotéis, inclusive, já estão emparedados. Mas ainda há muitos dependentes químicos circulando pelas imediações.

Doria anunciou recentemente o projeto Redenção que pretende erradicar o tráfico de drogas em oito regiões da cidade, chamadas de Cracolândia. O projeto prevê ações em cinco campos: policial, social, medicinal, urbanística e de zeladoria urbana. As iniciativas, segundo a prefeitura, irão envolver grupos de trabalho que serão coordenados por quatro frentes: governo municipal, governo estadual, governo federal e sociedade civil organizada.