Crânio é encontrado dentro do navio Costa Concordia

  • Por Agencia EFE
  • 06/08/2014 16h42

Roma, 6 ago (EFE).- Mergulhadores do Corpo de Bombeiros da Itália encontraram um crânio e o osso de uma mão dentro do navio Costa Concordia – que naufragou em janeiro de 2012 e foi rebocado até Gênova no mês passado, para ser desmontado, informou a imprensa local nesta quarta-feira.

A descoberta aconteceu um dia depois de começarem os trabalhos de busca do garçom indiano Russel Rabello, um dos 32 mortos na tragédia e cujos restos mortais ainda não foram encontrados.

Porém, a imprensa italiana considera “improvável” que esses ossos pertençam a Rabello e especulam que poderiam ser de Maria Grazia Trecarichi, cujo corpo foi achado decapitado e sem uma mão em outubro do ano passado durante os trabalhos de reflutuação do navio.

O naufrágio aconteceu na noite de 13 de janeiro de 2012, quando o cruzeiro, no qual viajavam 4.229 pessoas, encalhou e naufragou em frente à ilha de Giglio, quando estava sob as ordens do capitão Francesco Schettino.

O acidente provocou a morte de 32 pessoas e deixou outras 64 feridas. O capitão deve responder a acusações de homicídio culposo múltiplo, abandono da embarcação, naufrágio e não ter informado imediatamente às autoridades portuárias sobre a colisão do navio com um rochedo.

Após dois anos encalhado, o navio foi recolocado para flutuar no mês passado por meio de uma complexa operação até o porto de Gênova. EFE