Decisão sobre extradição de Pizzolato é adiada para amanhã

  • Por Agência Estado
  • 11/02/2015 16h57
19/08/2005. Brasília. Henrique Pizzolato, ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, durante depoimento na CPI dos Correios no SenadoHenrique Pizzolato

A Corte de Cassação de Roma adiou para essa quinta-feira, 12, a decisão sobre o pedido de extradição do ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado no processo do mensalão a 12 anos e sete meses de prisão pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

O julgamento teve início nesta quarta-feira, 11, mas só haverá um resultado na quinta, segundo nota da Procuradoria-Geral da República (PGR), que acompanha o caso em Roma, na Itália. Teve início nesta quarta o julgamento de dois recursos contra decisão da Corte de Apelação de Bolonha, que negou a extradição de Pizzolato em outubro do ano passado, um deles de autoria da PGR e outro, do Ministério Público da Itália.

Pizzolato foi preso na Itália em fevereiro do ano passado, para onde fugiu com documentos falsos no fim de 2013. Contudo, o ex-diretor conquistou em outubro de 2014, o direito de responder ao processo em liberdade, após decisão da Corte de Bolonha.

*Talita Fernandes