Detentos suspeitos de ataques no RN são transferidos para presídios federais

  • Por Estadão Conteúdo
  • 05/08/2016 18h32
Já são 34 ataques registrados

Vinte e um detentos do Presídio de Parnamirim suspeitos de envolvimento nos ataques no Estado do Rio Grande do Norte estão sendo transferidos nesta sexta-feira, 5, para presídios federais em Porto Velho (RO), Catanduvas (PR) e Campo Grande (MS). 

O Estado já registrou pelo menos 109 atentados, segundo balanço oficial – 63 incêndios, 31 tentativas de incêndio, sete disparos contra prédios públicos, quatro ataques explosivos e quatro depredações, envolvendo 38 cidades. 

Os ataques são uma represália de bandidos à instalação de bloqueadores de telefones celulares nos presídios do Estado. Nesta quinta-feira, 4, de acordo com a Secretaria da Cidadania e Justiça, detentos do Presídio de Parnamirim tentaram incendiar um desses equipamentos, colocando fogo a colchões empilhados próximos do muro onde estão os bloqueadores. A penitenciária é a única até agora a receber o aparelho.