Detido na África do Sul um dos pedófilos mais procurados do mundo

  • Por Agencia EFE
  • 12/03/2015 08h34

Johanesburgo, 12 mar (EFE).- A polícia sul-africana e o FBI detiveram na província sul-africana de Cabo Oriental um dos supostos pedófilos mais procurados do mundo, que é acusado de ter gravado mais de 600 adolescentes em atos sexuais, informaram nesta quinta-feira os meios de comunicação locais.

O detido se passava por uma adolescente na internet, e convencia as meninas para que realizassem, perante a câmera, jogos sexuais que gravava e distribuía para uma rede em linha de pornografia infantil com usuários nos Estados Unidos (EUA), Canadá e Europa.

“Ele utilizava estes vídeos para conseguir que outras meninas fizessem o mesmo”, explicou, em declarações recolhidas pelo jornal sul-africano “Times”, a coronel da Polícia Heila Niemand, que acrescentou que o acusado entrava em contato com as vítimas em redes sociais.

O homem -de 53 anos e proprietário de uma pensão nos Cabo Oriental- era também o administrador da rede de distribuição na internet.

As autoridades sul-africanas já iniciaram o processo para extraditá-lo aos EUA, onde o site tinha boa parte de seus seguidores.

Ali será julgado por delitos de posse, produção e distribuição de pornografia infantil.

A operação que levou a sua detenção começou quando a Interpol advertiu as autoridades sul-africanas sobre as atividades do indivíduo, depois da detenção nos EUA de sete pessoas relacionadas com a estrutura. EFE