Dia Mundial de Combate ao Câncer quer eliminar estigmas e mitos

  • Por Jovem Pan
  • 07/04/2014 08h55

O aumento das chances de cura e maior conscientização da população sobre a doença marcam celebração do Dia Mundial de Combate ao Câncer. O objetivo da data celebrada neste 8 abril é combater os estigmas e os mitos sobre o câncer.

Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer, são esperados 580 mil casos da doença para este ano, entre os 19 tipos mais incidentes. Fernando Maluf, Diretor do Departamento de Oncologia Clinica do Hospital Beneficência Portuguesa, destacou que não há desconhecimento sobre o câncer.

*Ouça os detalhes no áudio

Atualmente, o fumo é responsável por um terço dos casos de câncer em todo o mundo, sem distinção de sexo. O oncologista Antônio Carlos Buzaid deu ênfase ao câncer de pulmão e explicou os métodos aplicados no combate à doença.

Hoje, cerca de 80% dos casos de leucemia – tipo de câncer mais comum em crianças em adolescentes – têm cura. O professor Paulo Taufi Maluf Junior, do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas, explicou os avanços que permitiram o alto índice.

Para o diretor do Instituto do Câncer e professor de oncologia da USP, as notícias são animadoras. Paulo Hoff destacou os avanços e afirmou à repórter Cristiane Santos que em breve o tratamento será personalizado para cada paciente.

Apesar de ainda ser considerado um tabu, o câncer têm de ser discutido abertamente para ampliar a disseminação de informações sobre a doença. Além disso, os especialistas ouvidos pela Jovem Pan destacaram a importância das consultas períodicas a um médico de confiança para detecção precoce.