DiCaprio exige aos líderes mundiais atuar contra mudança climática

  • Por Agencia EFE
  • 24/09/2014 00h23

Nações Unidas, 23 set (EFE).- O ator americano Leonardo DiCaprio exigiu nesta terça-feira aos líderes mundiais reunidos na Cúpula do Clima ações urgentes a grande escala para combater o aquecimento global e assegurou que, caso isso não seja feito, serão eles os responsáveis pelo fracasso.

“Podem fazer história ou ser vilipendiados”, disse DiCaprio aos chefes de Estado e de governo de mais de uma centena de países em um contundente discurso durante a abertura da cúpula.

“Eu ganho a vida atuando, mas os senhores não”, insistiu o ator, que lamentou que durante muito tempo a humanidade tivesse olhado à mudança climática como se fosse algo “fictício” quando há suficientes provas do problema.

DiCaprio defendeu que a ação contra o aquecimento da Terra “não é uma questão de política, é uma questão de sobrevivência”, por isso pediu aos líderes que a enfrentem com “coragem e honestidade”

“Nada disto é retórico ou histeria, são fatos”, defendeu DiCaprio, que ressaltou que as “boas notícias” são que o desenvolvimento das energias renováveis não é apenas possível, mas será bom para a economia.

O ator discursou na abertura da Cúpula do Clima a convite do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que o nomeou Mensageiro da Paz para divulgar a mensagem contra a mudança climática. DiCaprio também participou no domingo em Nova York em uma grande manifestação para exigir medidas aos governos de todo o mundo. EFE