Dilma pede hospitalidade a estrangeiros durante a Copa

  • Por Jovem Pan
  • 02/06/2014 07h36

A presidente Dilma Rousseff pediu hospitalidade a estrangeiros durante a Copa do Mundo e disse que o Brasil receberá turistas sem violência. Ela esteve neste domingo no Rio de Janeiro para uma maratona de inauguração de obras inacabadas.

Entre elas, o Terminal 2 do Aeroporto do Galeão e uma construção do conjunto habitacional da antiga fábrica da CCPL, em Manguinhos. Dilma também participou da inauguração do corredor expresso da TransCarioca e, após tocar com sambistas, falou sobre o legado do Mundial.

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o atual ocupante do cargo Luiz Fernando Pezão acompanharam Dilma Rousseff na sua agenda. O prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes, fez um discurso bastante elogioso à presidente e destacou a parceria entre Rio de Janeiro e União.

*Ouça os detalhes no áudio

Nos eventos, a presidente teve que encarar a presença de manifestantes que entoavam o grito de “Não Vai ter Copa”. Os grupos eram compostos por professores em greve, membros de movimentos sociais e descontentes com o governo do PT.