Diminui número de pessoas infectadas pelo HIV no mundo, segundo Unaids

  • Por Agencia EFE
  • 16/07/2014 10h09

Genebra, 16 jul (EFE).- O número de pessoas que contraíram o vírus do HIV caiu 38% no ano passado em relação a 2001, segundo relatório anual divulgado nesta quarta-feira pela Unaids, a agência das Nações Unidas dedicada à prevenção e luta contra a aids.

O organismo considerou “muito positiva” a queda no número de contágios e destaca que ela foi maior entre a população menor de idade, com uma baixa de 58%.

O documento revelou que em 2013, entre 1,9 e 2,4 milhões de pessoas (2,1 milhões na média) contraíram o vírus.

Ou seja, aumentou para uma margem entre 33,2 e 37,2 milhões o número de pessoas (média de 35 milhões) que sobrevivem com a doença.

Em 2013, 240 mil (entre 210 e 280 mil) se infectaram com o vírus, contra os 580 mil em 2001, de acordo com a Unaids.

Em relação às mortes, desde o pico registrado em 2005, o índice de óbitos caiu 35%.

No ano passado, 1,5 milhão de pessoas (entre 1,4 e 1,7 milhão) morreram por causas relacionadas com a aids. Em 2005, esse número foi de 2,4 milhões.

Em relação ao acesso aos antirretrovirais, em 2013 cerca de 12,9 milhões de pessoas tiveram acesso a eles, o que representa 37% (entre 35% e 39%) de todas as pessoas que convivem com o vírus.

Além disso, 38% (entre 36% e 40%) de todos os adultos no mundo receberam algum tipo de tratamento, enquanto apenas 24% das crianças obtêm o coquetel.

As mortes por tuberculose de pessoas infectadas com HIV caíram 36% desde 2004.

Ainda assim, segundo o relatório, a tuberculose continua sendo a principal causa de morte entre os infectados com o vírus, com um número de óbitos estimado em 320 mil (entre 300 e 340 mil) em 2012.

Desde o início da epidemia, cerca de 78 milhões de pessoas (entre 71 e 87 milhões) foram infectaram com o vírus, e 39 milhões (35 e 43 milhões) morreram por causa da doença. EFE