Dinamarca permite a transexuais mudança legal de sexo sem operação

  • Por Agencia EFE
  • 11/06/2014 13h11

Copenhague, 11 jun (EFE).- O parlamento da Dinamarca aprovou nesta quarta-feira uma lei que permitirá aos transexuais mudar legalmente de sexo sem a necessidade de se submeter a cirurgia nem de contar com um diagnóstico médico.

A partir do próximo 1º de setembro, os transexuais maiores de 18 anos poderão realizar essa mudança legal e receber um novo número de identidade – que servirá para modificar todos os documentos pessoais – bastando apenas uma solicitação. A lei estabelece um período de reflexão de seis meses para que o solicitante confirme de forma definitiva o pedido inicial.

“Estou feliz que tenhamos acabado com uma restrição irracional do direito de decidir sobre a vida e o próprio corpo, e ao mesmo tempo satisfazer o desejo que os transexuais tiveram durante muitos anos”, declarou em comunicado a ministra da Economia e Interior, Margrethe Vestager.

O porta-voz da associação dinamarquesa de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais, Soren Laursen, elogiou a lei aprovada em um ato realizado no parlamento.

“As novas normas sobre mudança legal de sexo são de categoria mundial, e só são igualadas por outros dois países: Argentina e Uruguai”, afirmou Laursen. EFE