Documento indica que Dilma vai entregar mais inflação e menos crescimento em 2014

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2014 07h58

O governo Dilma vai entregar mais inflação e menos crescimento econômico, avaliou o Relatório Focus do Banco Central desta semana. O documento elevou a projeção do IPCA para 6,35% e reduz a expectativa do PIB para 1,63%.

O levantamento é realizado com especialistas de 100 bancos que normalmente costumam acertar as previsões sobre a economia.

E em entrevista à Denise Campos de Toledo, o analista Fernando Genta avaliou que a atividade econômica deve continuar desidratada.

*Ouça os detalhes no áudio

O presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, Roque Pellizzaro, lamentou a queda de 4,83% nas consultas para vendas parceladas no varejo. Pellizzaro atribui o resultado negativo a dois fatores econômicos em expansão no governo Dilma: o juro e a carestia.

O juro e a inflação do governo Dilma tiram dinheiro do bolso do trabalhador, afirmou o economista chefe da Confederação Nacional do Comércio Carlos Thadeu de Freitas.

Ele falou que neste ano o setor varejista vai crescer tanto quanto no ano passado ou até um pouco menos.

Mas, a pesquisa Datafolha com queda de 6% na intenção de voto em Dilma Rousseff reanimou a confiança do investidor no Brasil.

Ivan Kraiser salientou que a chance de derrota dos partidos governistas explicou a alta de 2,10% no Ibovespa que finalmente passa de 52 mil pontos. Kraiser disse ainda que embora ainda seja cedo para previsões sobre as próximas eleições, a expectativa de troca de governo estimula o investidor.

Ele enfatizou que a ingerência demolidora da política nas estatais deve acabar com a volta do bom senso ao processo administrativo brasileiro.