Doria anuncia “Dronepol”, a “polícia com drones”, para supervisionar a cracolândia

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2017 12h54
Drones de tecnologia chinesa "doados" para a Prefeitura de São Paulo farão vigilância "silenciosa" dos paulistanos

Em vídeo postado em sua conta no Twitter, o prefeito de São Paulo João Doria anunciou o uso de drones para vigiar a praça Princesa Isabel, no centro de São Paulo, onde muitos usuários de drogas estão acampados e usando crack a céu aberto desde que foram dispersados por mega-ação policial da antiga concentração da cracolândia, a 400 metros dali.

Cinco equipamentos denominados pelo prefeito de “Dronepol, a polícia com drones” foram doados por “duas empresas de tecnologia chinesa”. Três desses drones já estariam em funcionamento e dois “em processo de operação”.

Segundo Doria, foi dado um “longo treinamento” a agentes da Guarda Civil Metropolitana. As imagens registradas pelos drones são enviadas, no entanto, ao Copom da Polícia Militar, de atribuição estadual.

O sistema Detecta, “de tecnologia americana”, é usado para “depurar as imagens” e identificar os cidadãos filmados pela Prefeitura “de forma silenciosa e objetiva”.