É um “naufrágio do País”, diz ex-ministro da Fazenda sobre queda do PIB em 2015

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2016 17h26
Economia

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro registrou queda de 3,8% em 2015 ante 2014, informou na manhã desta quinta-feira (03) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em entrevista à Jovem Pan, o ex-ministro da Fazenda, Rubens Ricupero afirmou que o que passou é grave, mas o que vem pela frente é ainda mais preocupante. “Se as coisas não mudarem vai se aproximar do resultado do ano passado, uma contração adicional entre 3% e 4%”, lamentou.

Ricupero atentou ainda para a tentativa de uma definição do programa de reestruturação da economia. “Tem Lava Jato, Eduardo Cunha, corrupção. Dá até certa pena ver alguns que ainda estão fazendo esforços. Estão tentando, mas é uma situação como um naufrágio do País. O País é como o Titanic que bateu no iceberg. Por mais que um e outro tentem fazer algum esforço, é uma crise tão grave que só vai ter possibilidade de resgate quando mudar o panorama politico (…) Ficamos completamente amarrados, como Houdini, que se enrolava com correntes para ser jogado no fundo do mar. Estamos assim, chega um momento que você morre afogado”, completou.

“Somando os resultados de 2014, 2015 e 2016, nós vamos ter uma queda na economia, um retrocesso na economia que equivale em 3 anos ao que foi a década perdida dos anos 80. Portanto, estamos renovando a década perdida, quando havia a esperança que nunca mais teríamos resultados negativos. Isso é preocupante, porque o crescimento que se perde não se recupera mais”, explicou.

No quarto trimestre de 2015, o PIB recuou 1,4% em relação ao trimestre imediatamente anterior, resultado que ficou dentro das estimativas dos analistas, que previam retração de 1,00% a 2,10%, com mediana negativa de 1,60%.

Na comparação com o quarto trimestre de 2014, o PIB apresentou queda de 5,9% no quarto trimestre de 2015, vindo também dentro das estimativas coletadas pelo AE Projeções – que variavam de um recuo de 5,40% a 6,50%, com mediana negativa de 6,00%.

Ainda de acordo com o instituto, o PIB do quarto trimestre de 2015 totalizou R$ 1,532 trilhão. Com esse resultado, o PIB de todo o ano passado somou R$ 5,904 trilhões.

*Com informações de Agência Estado