“É uma avaliação normal”, afirma Haddad sobre pesquisa Datafolha

  • Por Jovem Pan
  • 12/02/2015 10h14
Prefeito Fernando Haddad participa do Jornal da Manhã

Em participação nesta quinta-feira (12) no Jornal da Manhã, da rádio Jovem Panm, o prefeito de São Paulo Fernando Haddad comentou o resultado da pesquisa Datafolha que foi divulgada no último dia 7, na qual os seus dois primeiros anos de mandato foram classificados como Ruim ou Péssimo por 44% pelos entrevistados, Regular por 33% e Bom por apenas 20%. “Não é a primeira vez. Kassab antes da reeleição e a Marta em seu terceiro ano também tiveram essa avaliação”, advertiu, “Kassab chegou a 46% de ruim ou péssimo”.

O prefeito relembrou que sua gestão sofreu dois grandes impactos que afetaram os planos. O primeiro foram as manifestações que aconteceram em junho de 2013 com o congelamento da tarifa do transporte público e em novembro do mesmo ano com o impasse no aumento do IPTU. “Perdemos R$2,5 bi de receita, não por minha vontade. Eu não vou parar as licitações por causa disso”, afirmou ao se referir a hospitais, escolas e creches.

Além desses fatores, Haddad enfrenta os reflexos da investigação da Petrobras, que tem entre os principais acusados membros de seu partido, o PT, e a crise hídrica. No entanto, ele ressalta que essas questões não tem ligação com a prefeitura, mas que entende a associação feita pela população. “O prefeito acaba sendo associado ao dia a dia da sociedade. Tem que ter tranquildade de administrar as informações”, afirma. “Eu não critico. Quem decidiu ser prefeito assumiu esses riscos. O prefeito tem que ter tranquilidade.”