Ebola mata mais dois na Guiné e número de vítimas fatais chega a 80

  • Por Agencia EFE
  • 01/04/2014 07h44

Nairóbi, 1 abr (EFE).- Duas pessoas morreram em Conacri, capital da Guiné, vítimas do ebola, o que aumentou para 80 o número de vítimas fatais em consequência do surto do vírus no país, informou o Ministério da Saúde.

O chefe de Prevenção e Luta de Doenças do Ministério da Saúde, Sakoba Keita, disse nesta terça-feira à agência “Guinée News” que nas últimas 24 horas não foram detectados novos casos, por isso o número de contágios se mantém em 122.

“Não se notificou nenhum contágio em todo o território nacional, no entanto, as duas últimas mortes -que elevam as vítimas para 80- ocorreram na capital, onde três pessoas já faleceram pela doença”, afirmou.

Para Keita, o fato de não ter sido detectado nenhum novo caso demonstra que as medidas de prevenção e controle, implementadas com a ajuda da comunidade internacional, estão surtindo efeito.

O epicentro da epidemia se encontra no triângulo formado pelos povoados de Guekedou, Macenta e Kissidougou, situadas no sul, quase na fronteira com a Libéria, região na qual morreram 70 pessoas.

Segundo alertou ontem a organização Médicos Sem Fronteiras, o surto de ebola constitui uma “epidemia sem precedentes” em termos de distribuição de casos pelo país.

Trata-se do tipo Zaire do vírus, sua forma mais agressiva e letal, com um dos índices de mortalidade mais elevados -em torno de 90% – entre os vírus patológicos humanos. EFE