13º de aposentados e pensionistas: saiba como investir e fazer dinheiro render mais

Em caso de dívidas, especialistas recomendam resolver a situação com o recurso; para quem não está endividado, a dica é guardar para o final do ano

  • Por Jovem Pan
  • 26/04/2022 12h45 - Atualizado em 26/04/2022 13h16
Hélvio Romero/Estadão Conteúdo Julgamento da chamada ‘revisão da vida toda’ pode mudar regra para cálculo do benefício Desde o dia 14 de abril, a consulta do benefício está disponível para todos os segurados pelo telefone 135, no site oficial da previdência www.meuinss.gov.br ou ainda pelo aplicativo Meu INSS

Aposentados e pensionistas começaram a receber a primeira parcela o 13º salário. É um dinheiro que vem em boa hora, mas é preciso ter cuidado para não gastar a toa e ficar com o orçamento no vermelho. Para o educador financeiro Thiago Martelo, quem fez a opção de pegar o benefício agora precisa avaliar as demandas financeiras mais urgentes da família para não gastar em vão. “Se você tem dívidas em atraso ou mesmo pagando cheque especial, cartão de crédito, tidos como as maiores taxas de juros do mercado, com toda absoluta certeza é muito viável fazer a quitação disso. por isso vira, com o decorrer do tempo, uma bola de neve. Isso é péssimo. Não adianta investir dinheiro tendo dívidas. Se não é o seu caso, amém. Então, guarda essa grana, aproveita que a taxa de renda fixa agora no país está enorme por conta da Selic também estar gigante de novo. E ganhe dinheiro com isso, para auxiliar no processo decisório do que fazer com esse dinheiro nos próximos meses”, comenta Martelo.

Esse é terceiro ano seguido em que o 13º salário do INSS é pago de forma antecipada. A primeira parcela, 50% do valor, será paga de 25 de abril até o dia 6 de maio. Já a segunda parcela, os outros 50% do valor, de 25 de maio a 7 de junho. Segundo a advogada em direito previdenciário Maria Faiock o aposentado ou pensionista que optou pelo recebimento do benefício para usar somente a primeira parcela terá que receber também a segunda parcela. Para não gastar dinheiro, o melhor negócio é guardar ou investir. “Ele tem usar com muita cautela, porque ele está sendo antecipado, então significa que, no final do ano, não vai ter dinheiro extra para aquelas despesas que a gente sabe de início de ano, por exemplo, IPTU, rematricula, material escolar, para quem tem filho. O que pode fazer, uma dica, é guardar o dinheiro, fazer uma aplicação, colocar em um investimento que renda”, diz.

O governo federal espera que esse dinheiro, cerca de R$ 56 milhões, aqueça vários setores da economia, isso por causa da crise sem precedentes que o Brasil vive, ainda mais com os juros nas alturas. Só a primeira parcela do 13º salário do INSS vai colocar na economia mais de R$ 28 milhões. Desde o dia 14 de abril, a consulta do benefício está disponível para todos os segurados pelo telefone 135, no site oficial da previdência www.meuinss.gov.br ou ainda pelo aplicativo Meu INSS.

*Com informações do repórter Maicon Mendes