Ações da Taurus disparam após decreto que facilita porte de armas

  • Por Jovem Pan
  • 08/05/2019 14h56
Marcos Corrêa/Presidência da RepúblicaBenefício foi concedido a caçadores, atiradores esportivos e colecionadores, além de praças das Forças Armadas com mais de dez anos de serviço

As ações da fabricante de armas Taurus, maior empresa do setor no país, dispararam nesta quarta-feira (8) após o presidente Jair Bolsonaro facilitar o porte a diversas categorias. A medida foi autorizada por meio de um decreto assinado em cerimônia no Palácio do Planalto.

Os papéis PN tinham alta de 21,62% e estavam entre as maiores altas da Bolsa de São Paulo no início desta tarde. O volume de transações já vinha crescendo desde o ano passado, em meio ao cenário eleitoral e às sinalizações de Bolsonaro para armar a população.

O decreto concede o benefício a caçadores, atiradores esportivos e colecionadores, além de praças das Forças Armadas com mais de dez anos de serviço poderão portar armas.

Somam-se a eles: advogados, oficiais de justiça, proprietários de lojas de armas de fogo, dirigentes de clubes de tiro, conselheiros tutelares, agentes de trânsito, motoristas e funcionários de transportadoras e profissionais da imprensa que cobrem a área policial.

O governo também aproveitou o decreto para beneficiar moradores de áreas rurais com o porte. Integrantes de clubes de tiro agora também podem chegar e sair do local com armas carregadas, o que era proibido antes da medida.

Com Estadão Conteúdo