Assembleia de acionistas aprova parceria entre Embraer e Boeing

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2019 11h25
Divulgação/EmbraerEm nota, a Embraer afirmou que “na reunião especial, 96,8% de todos os votos válidos foram favoráveis à transação"

A assembleia de acionistas da Embraer aprovou nesta terça-feira (26) o acordo em que a empresa vendeu o controle de sua divisão de aviação comercial para a Boeing. A assembleia aprovou o acordo, chamado de “parceria estratégica”, com registro de 96,8% dos votos válidos.

Em nota, a Embraer afirmou que “na reunião especial, 96,8% de todos os votos válidos foram favoráveis à transação, com a participação de aproximadamente 67% de todas as ações em circulação. Os acionistas aprovaram a proposta que estabelecerá uma joint venture composta pelas operações de aeronaves comerciais e serviços relacionados da Embraer. A Boeing deterá 80% da nova empresa e a Embraer os 20% restantes”.

A transação da joint venture, segundo a Embraer, avalia 100% das operações de aeronaves comerciais da empresa brasileira em US$ 5,26 bilhões e contempla um valor de US$ 4,2 bilhões pela participação de 80% da Boeing no acordo.

Imbróglio

Através de seu departamento jurídico, a Embraer entrou com agravo de instrumento na segunda-feira (25), na Justiça paulista, para tentar derrubar a liminar que impede a assembleia de acionistas desta terça-feira (26).

Na última sexta, o juiz Victorio Neto atendeu a pedido de sindicatos e confederações de metalúrgicos para a não realização da assembleia.